sábado, 24 de dezembro de 2011

A Felicidade e o amor


Como se explica a felicidade?

Como se explica o amor?

Como é possível explicar um sentimento tão puro que nos traz saudades, que nos traz uma enorme angústia por falta de ver essa pessoa, esse seria o amor?

Não penso e falo só do amor familiar, penso e falo também do amor conjugal, entre homem e mulher.

Por muitas vezes acabamos enfrentando nossas famílias, achando que com isso nos tornaríamos pessoas mais felizes, pois por um momento em nossas vidas achamos que não somos felizes.

Bom, a vida nos ensina que não existe realmente a felicidade constante, mais sim momentos felizes para serem recordados. Mas, não é possível viver com momentos felizes, sabendo que fomos capazes de passar por cima dos sentimentos dos outros, aí vem em nossa cabeça uma enorme dúvida: será que tudo o que fizemos valeu realmente à pena?

Se apenas estiver com a pessoa para satisfazermos os nossos desejos, nossas próprias vontades sem se importar com os sentimentos dos outros .

Mais se o amor é verdadeiro, nada nem ninguém será capaz de separar você dessa pessoa.

Não veja o amanhã como o fim e sem como o recomeço de uma nova história de amor, pois cada dia é um novo dia.

Lembre-se que a vida dá muitas voltas, e tudo que vai, volta, mas se não voltar marca, pois o que te pertence o destino não te leva. Então ame e expresse seus sentimentos para a vida, para ter realmente momentos felizes!

Autores : Victoria e Lucas 1° ano B

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Moção de aplausos para a professora Nilceia Frausino da Silva


Nilceia Frausino da Silva, professora da Escola Estadual Tancredo de Almeida Neves, desenvolve um trabalho maravilhoso com surdos e criou o coral de Libras. Seu trabalho foi reconhecido pela câmera municipal de Carlinda.

Parabéns professora, são pessoas como você que faz a diferença e que precisamos para tornar o mundo mais digno e humano
.

domingo, 27 de novembro de 2011

O que é o amor?


Amor é algo para se refletir, algo para guardar.

Amor é algo para se amar, ser feliz ao lado da pessoa amada.

Amor é uma palavra muito forte. Amor é alguém para dizer que te amo, te amo, todos os dias da minha vida.

Amor é algo para amar mesmo longe ou perto.

Mesmo longe, estarei amando esta pessoa, estarei pensando nela todos os dias.

Amor é carinho.

Amor é felicidade.

Amor é família.

Amor são amigos.

Amor é namorado

Amor verdadeiro é muito mais...

Amor é para entregar-se de corpo e alma.

Amor quero estar ou seu lado todos os dias da minha vida.

Amor verdadeiro não liga para o que os outros falam e sim acredita em você.

Diga para o seu amor que você o ama, pois nada os impedirão de serem felizes no amor.

Nunca amei ninguém na minha vida como amo você.

Você é minha vida você é Tudo para mim.

Amo-Te muito.

Angelita Pereira Maciel 1° ano B

O caminho

Todos nós seguimos por um longo caminho; a vida.

Nesse caminho encontramos muitas pessoas, algumas boas e outras más, Mas o que realmente importa é que vivemos muitas experiências.

Por esse caminho, podemos encontrar muita paz, amor, paixão e alegria.

Podemos ter alguns encontros e desencontros.

Por isso, que a vida é um longo caminho para alguns, todos nós passamos por ela, mais acho que é impossível permanecer, pois haverá um momento em que o caminho chegará ao fim. Portanto, devemos fazer o possível e o impossível para sermos felizes nesse lindo e longo caminho.

Aluna: Ana Érica Dorca Dolleys 1ºano “B”

Respeito

Respeito é aquilo que você deve ter por sua família.

Respeitar por amor aos outros,

Pela amizade ou pela paixão.

Respeito é o que você nunca deve esquecer em sua vida,

Pois você precisa muito dele.

Uma pessoa sem respeito, simplesmente não ama nem a si mesmo,

Pois não se dá ao respeito.

Uma pessoa que não tem respeito com os outros, discrimina , responde, fala mal.

Caso lá no fundo do seu coração haja um pouquinho de respeito,

Ela também poderá ver o respeito que os

Outros têm por ela.

Adriano Fernandes e João Batista 1° ano B

Vida

Havia um homem sem tempo de ver quem realmente lhe importava, fazia seus deveres apenas por fazer.
Quando ainda jovem tinha um amigo em que confiava muito, mas com os anos perdeu essa intimidade, pois achava que a vida só fazia sentido apenas com a chegada da morte.
Certo dia, resolveu levar sua família e seu amigo para um curto passeio, pois tinha que voltar ao trabalho o mais rápido possível.
Ao fazer uma curva em alta velocidade, bateu seu veículo em um caminhão, foi fatal, todos morreram.
Mesmo quem não tinha uma razão para continuar vivo, isso é injusto ou não? O homem que não achava sentido levar a vida de outro jeito encontra a morte, mas antes de morrer viu seus companheiros morrerem pouco a pouco.
Naquele momento viu que em quanto estavam juntos, um precisava do amor do outro, pois ele viveu a vida inteira achando que a sua família era sua vida, mas não, a vida da sua família era ele.

Juliana Sawaris 1° ano C