sábado, 14 de abril de 2012

Acordinho bom


Eis a notícia do momento:

O senador Demóstenes Torres (DEM-GO) trocou favores com o bicheiro Carlinhos Cachoeira. Os acordos iam da saúde pública às licitações da Copa do Mundo de 2014.
Como o povo brasileiro reage diante disso?
O povo assiste tudo calado, não pode fazer nada, sabe que na segunda-feira tem que levantar cedo e pegar no batente, não há tempo para fazer passeatas, é preciso ganhar o pão de cada dia. Faltar ao serviço? – Nem pensar! Só se for devido enchente e doença. Enquanto eles praticam incansavelmente corrupção com o dinheiro público, o brasileiro honesto só falta ao serviço por doença, passa horas em postos de saúde e hospitais a mendigar por atendimento. Também é esperada a justiça, mas essa é lenta e cega.
A Reportagem sobre o assunto foi publicada na última edição da revista "Época" De acordo com a revista, em 11 de abril de 2011, o senador conversou com Cachoeira sobre como vencer uma licitação em Mato Grosso, de acordo com investigações da Polícia Federal. O alvo era a prestação de serviços de marketing relacionados à Copa do Mundo.
"Cê acha que consegue?", pergunta o senador. "Acho um negócio bacana. Se for do interesse seu.
Cê acha que consegue povo brasileiro pagar em dia suas contas com juros tão altos e com um salário miserável?
O povo não acha nada bacana. E é do interesse da gente brasileira que esses impudentes sejam punidos.
A "Época" também informa que estavam em jogo dois lotes, de R$ 13 milhões cada um. Enquanto que para o trabalhador que recebe apenas 622,00 reais, o que está em jogo é: o pagamento da água e luz, o aluguel, o mercado, a farmácia, o cursinho, as prestações da casa, do carro, dos móveis, dos vestuários etc.
Demóstenes também defendeu, segundo a revista, os interesses da Vitapan Indústria Farmacêutica, um laboratório de Carlinhos Cachoeira, usando seu prestígio para pressionar a Anvisa a atender pedidos de Cachoeira como apressar registros de medicamentos.
Será que há alguém no senado que defenda o direito do povo? Será que na próxima eleição para Senador o povo vai lembrar-se disso tudo?


Iraci Sartori
03/04/2012

sexta-feira, 6 de abril de 2012

Felicidade_ Parte I


Felicidade
Para não dizer que só falei de tristeza
Eu posso dizer que já fui feliz um dia

Mas, acho que a sina de todo poeta é ser triste
Vou parar por aqui.
Vou dormir, já que não sou fiel ao título

Desculpem, mas não consigo.

Iraci Sartori

Para matar o amor


Para matar o amor de uma pessoa,
Eis algumas dicas:

Não faça mais amor com ela
Não dê satisfação quando sai e
A que horas chegará
Deixe a esperando para jantar
Deite na cama e vire-se de lado

Não faça nenhum elogio
Se possível critique os mínimos detalhes
Permaneça no silencio
E por fim não fale mais que a ame.

Isso é infalível.

Iraci Sartori